O promotor de Justiça Lincoln Gakiya, integrante do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), disse nesta segunda-feira, 12, em entrevista ao Datena na Rádio Bandeirantes, que, segundo informações obtidas junto a um informante, o traficante André do Rap já comentava na penitenciária que ficaria preso até o fim do ano.

“Informes de inteligência já diziam ele [André do Rap] comentava entre os presos que não ficaria até o fim do ano na cadeia. Nós temos informantes que passaram essas informações”, disse Gakiya.



André do Rap foi solto da penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, no último sábado, 10, beneficiado por um habeas corpus concedido pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Foragido

Segundo o governador de São Paulo, João Doria, André do Rap já deixou o Brasil. O traficante estaria no Paraguai, para onde se dirigiu logo após ser solto, e não foi para o Guarujá, para o endereço que infirmou à polícia.

“Esses indivíduos, quando vão para o Paraguai ou Bolívia, certamente com documento falso, às vezes com proteção policial, de uma parcela corrupta, acabam ficando lá”, disse Gakiya, que se mostra pessimista sobre as chances de André ser preso novamente.

Deixe seu Comentário