O governo dos Estados Unidos decidiu proibir a imigração de pessoas que sejam ou já tenham sido filiadas a partidos comunistas de todo o mundo. A restrição foi anunciada pelo Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS).

– A adesão ou filiação ao Partido Comunista (ou qualquer outro partido totalitário), independente do país de origem do imigrante, é inconsistente e incompatível com o Juramento de Lealdade de Naturalização aos Estados Unidos da América, que faz parte do processo de obtenção do status de estrangeiro com residência legal no país – informou o órgão.

Em outro trecho, os EUA argumentam que, para obter a cidadania americana, o candidato deve fazer um juramento de apoiar e defender o país, o que não se aplica aos adeptos do comunismo.

– Nesse juramento, o cidadão assume o compromisso de ‘apoiar e defender a Constituição e as leis dos Estados Unidos’ – diz um trecho do documento.

A determinação diz ainda que se trata de uma medida para evitar “ameaças à segurança dos Estados Unidos”.

A decisão afetará apenas estrangeiros que estejam tentando obter residência fixa no país e não deve afetar turistas.

*pleno.news



Deixe seu Comentário